CIRURGIA: PÓS-OPERATÓRIO

34.hairline.jpg

Ao término da cirurgia de FUE não há necessidade de se colocar curativo oclusivo. O paciente deve borrifar a área transplantada com soro fisiológico 0.9% a cada hora por 3 dias.

 

Ao paciente é receitado analgésico e anti-inflamatório para aliviar eventuais dores ou desconfortos nas 2 noites seguintes à cirurgia.

 

Em casa, o paciente deve dormir de barriga pra cima, com a cabeça levemente elevada por 2 ou 3 travesseiros.

 

Pequenas crostas se formam no local do transplante. Elas podem ser camufladas penteando os cabelos, nos casos de calvícies iniciais. Estas crostas caem com cerca de 10 a 12 dias após a cirurgia. Se coçar, um anti-histamínico é receitado.

 

Os novos fios transplantados caem dentro de 3 a 4 semanas, porém as raízes permanecerão e darão origem aos novos fios, que começarão a aparecer a partir de 3 meses da cirurgia.

 

O paciente receberá todas as orientações de higiene, medicamentos, trabalho e exercícios físicos do médico e de sua Equipe, no pós-operatório imediato. Caso o paciente ainda permaneça com dúvida, ele deve entrar em contato com o médico.

Complicações

Complicações são raras. Pequenas foliculites podem ocorrer na área transplantada, similares a um pêlo encravado ou uma espinha. Isto ocorre porque junto de todo pêlo existe uma glândula sebácea, e esta retoma suas funções de produção de sebo antes do crescimento dos novos cabelos. Sem o pêlo para direcionar a eliminação deste sebo, pode haver a formação de um pequeno cisto.

 

Este não é sinal de infecção. Geralmente estas foliculites devem ser drenadas, e respondem facilmente à antissépticos tópicos.

 

Porém, se notar a presença de hiperemia (vermelhidão), inchaço, hipersensibilidade ou pus, entre em contato com seu médico. Estes são sinais de que pode estar ocorrendo o início de um quadro infeccioso e o paciente precisará ser medicado.

Outras recomendações

A rotina poderá ser retomada apenas 72 horas após a cirurgia. Para facilitar a cicatrização, deixar a área transplantada exposta o quanto for possível, mas não diretamente ao sol. Banhos de mar e piscina também devem ser evitados por trinta dias. As orientações do cirurgião para revisões devem ser seguidas e em caso de dúvidas ou anormalidade, a equipe da médica estará à disposição. Basta manter contato.

 

Lembre-se que os cabelos transplantados começarão a crescer em aproximadamente três meses e serão permanentes.

Quer Marcar uma consulta? Escolha a unidade mais próxima de você.